# #

Casado Querendo Meu Cu

1997 palavras | 3 |4.06

meu nome é Betinho, quando tinha 13 anos veio morar no meu prédio um casal sem filho, ela era Claudia até bem bonita, de 39 anos, ele era Márcio bigodudo e simpático. Moravam no 5º e último andar e eu morava no 4º andar, com meus pais, cada andar tinha 3 apartamentos. Claudia trabalhava até as 19:00h e Márcio tinha duas folga por semana. Sempre que chegava da rua e me encontrava, sorria e brincava comigo, foi ganhando minha confiança. Uma tarde Márcio chegou com umas compras e pediu minha ajuda, levei até seu apartamento e ele disse que me daria um lanche como pagamento da minha boa ação. No dia seguinte subimos no elevador juntos e Márcio passava a mão no seu pau e as vezes dava uma pegadinha e deu uma risadinha pra mim, ri também sem entender o que significou aquela risadinha e distraído esqueci de apertar no meu andar, quando elevador parou, Márcio me convida para ir ao seu apartamento, e fui com ele, ele deixou eu vendo TV e disse que ia tomar um banho e já voltava, Voltou do banho só de toalha e se secando, parou próximo de mim e secando seu pau e saco, conversando comigo deixou aparecer seu pau duro, e disse que estava morrendo de tesão e que não via a hora de sua mulher chegar. A primeira vez que via um pau que não fosse o meu, Márcio ainda arregaçou a cabeça para fora, e disse que iria bater uma punheta até sua mulher chegar. Foi no banheiro e bateu uma lá, depois fui em bora e aquilo tudo não saia do meu pensamento. Dois dias depois novamente Márcio me convida para subir com ele, repete tudo de novo, vem do banho de pau duro e me convida para batermos uma punheta juntos no banheiro, digo a ele que não tava a fim e ele me pergunta se já tinha batido punheta antes, respondo que sim mas nunca junto com outro. Então Márcio pede para eu só acompanhar e assistir ele, fui atrás dele, no banheiro Márcio fica me olhando e alisando seu pau, repetindo muitas vezes que ta muito gostoso, e da uma cuspida na cabeça do pau e de vagar continua com o movimento, pergunta se eu não terminaria o serviço pra ele, digo que não, então Márcio pede para eu dar uma seguradinha, digo que não, ele insiste só um pouquinho e pega minha mão e leva até seu pau durão e ensalivado, Márcio fecha minha mão em seu pau e com sua mão por cima da minha, força eu punhetá-lo, após alguns movimentos minha mão já vai e vem sozinha, ele diz que assim mesmo que ele gosta. Sem perceber a hora de tirar a mão ele goza e escorre na minha mão e pede pra eu continuar até ele pedir para parar, quando já não saia mais nada, agradeceu e satisfeito disse que agora podia esperar pela chegada da mulher. No outro dia me chamou na rua dizendo que minha mãe estava me procurando, acompanhei ele achando que era verdade, no caminho ele disse que era só pra eu subir com ele, dei uma risadinha sabendo o que ele queria e fomos direto para seu apartamento. Márcio pediu pra eu socorre-lo novamente com uma punheta, nu e de pau duro Márcio foi até o banheiro e disse que ia deixar em minhas mãos, peguei o pau dele já com alguma intimidade e ele pediu para eu cuspir, errei o cuspi e cuspi no seu saco, Fui tirar o cuspi e espalhei mais, sem saber fiz um carinho no saco dele, agora coloquei o cuspi na mão para não errar e passei na cabeça exposta, ele não estava mais aguentando e logo derramou todo o leite na minha mão, pediu pra eu passar o resto do leitinho no seu saco, agradeceu de novo e disse que outro dia ia me ensinar uma coisa melhor ainda. Fiquei dois dias sem ver ele, só pensando o que ele ia me ensinar. Na segunda-feira seguinte vi ele chegando e subi logo depois dele, apertei na campainha e ele me recebeu sorridente, eu sabia que não estava certo mas estava muito curioso pra aprender coisa novas. Márcio disse que de onde eles vieram tinha um rapazinho que chupava seu pau e tomava todo seu leitinho e que se eu quisesse também poderia provar, disse que não era mulherzinha pra fazer aquilo, Márcio me disse que se não gostasse não faria mais, tornei a dizer não, então Márcio pediu uma punhetinha, enchi a língua de saliva e quando fui cuspir, Márcio disse pra eu deixar ele tirar a saliva com seu pau, coloquei a língua pra fora e Márcio aproximou sua cabeçona vermelha e num descuido meu introduziu seu pau na minha boca, recuei assustado e Márcio disse que não tinha dado nada de grave, o pau já com saliva iniciei a punheta, já preste a gozar, Márcio pede pra eu salivar a língua novamente e quando mostro a língua cheio ele empurra o pau pra dentro e goza na minha garganta, engulo um pouco e o resto cai no chão, dou umas cuspidas na pia e Márcio rindo diz que não foi tão mal assim, me pergunta o que achei do gosto, respondi que era muito estranho, Márcio insiste e pergunta se gostei, digo que não sei ao certo, Márcio diz que da próxima vez será melhor. Evito ele o resto da semana, mas sexta-feira estou saindo de casa e ele esta chegando, pergunta por onde andava e que estava com saudade das nossas tardes e riu, perguntou se estava preparado para tomar todo o leitinho dele, que desta vez ele ia me avisar que tava chegando a hora. No apartamento dele, deitou na cama de pau duro e disse que assim eu poderia parar a hora que quisesse, foi me estimulando na confiança, peguei o pau dura e tirei a cabeça pra fora, abria boca e comecei a mamar, perguntei se ia gozar umas 5 vezes, até que ele me disse que já ia sair e era pra eu tomar tudo, deu umas três golfada grossas e bebi tudo, o restinho que saia ele pediu pra eu tirar com a língua. Conversamos muito e ele perguntou se tinha sido melhor, disse sim, mas na verdade era de vergonha de dizer que estava ruim. Depois de uns 40 min de conversa Márcio pergunta se queria repetir a dose, disse acho que não e Márcio implorou mais uma vez, pegou minha nuca e levou até seu pau meio flácido, no calor da minha boca começou a crescer, chupei pela primeira vez querendo tirar o leite daquele pau, Márcio gemia na minha boca, me fazia cafuné e gemia mais, passei a saborear aquele mastro carente, a demora agora era meu prazer, e depois de chupar em vão Márcio goza que chega a escorrer pelo saco, pra não ir nada fora chupo até o saco. Peço pra Márcio nunca deixar faltar meu leitinho e sigo mamando até que ele diz que não tem mais nada e tira minha cabeça do seu pau detonado. Márcio promete que um dia ira me dar muito leitinho, que era pra eu deixar com ele. Depois de chupa-lo quase todos os dias, cobro mais leite dele. Já aguardava a chegada dele, quando ele chega com um amigo, é a minha decepção, hoje não ia ganhar meu leitinho. Os dois entram no prédio e desaparecem, fico perdido, quando vou entrar em casa, Márcio aparece na escada e me chama, hoje vou cumprir minha promessa, tu vai ter muito leite hoje, mas cade teu amigo, já foi em bora? Entro na casa dele e o Rubão tava la na sala nos esperando, me apresentou a ele, e disse que eu era muito experiente em tirar leitinho dos homens, fiquei vermelho e o Rubão disse que queria ver de verdade, pensei em ir em bora mas Márcio disse que Rubão era o melhor amigo dele e podia confiar. Márcio disse que Rubão tinha muito leitinho ali dentro, só tinha que ter uma pessoa pra retirar pra ele. Os dois nus, vi que o pau de Rubão tava mais duro, Márcio pede pra eu começar com Rubão, pois ele tava curioso pra ver se tudo que tinha dito de mim era verdade, aquilo foi um elogio encorajador, peguei o pau do Rubão completamente duro e abocanhei, mamei pouco e já bebia a leitinho novo, Márcio louco pra me dar também, ofereceu o pau dele, vendo eu com Rubão deu muito tesão e gozou logo, Rubão já estava pronto novamente, gemeu muito e gozou de novo, paramos um pouco, os dois nus pela casa pediram pra eu ficar pelado também, querendo agradar quem me dava leitinho, me pelei, na cozinha, Rubão de pau duro passou a mão na minha bundinha e elogiou, lindinha, um dia ela vai fazer muita gente feliz, tirei a mão dele. Voltamos pra sala e os dois de pau duro, Rubão pede pra eu chupar os dois ao mesmo tempo, e fiz, Márcio deita no sofá e tenho que me curvar para chupa-lo e Rubão passa novamente a mão na minha bunda, quando vou tirar sua mão Márcio pede pra eu deixa ele se divertir que não vai fazer nada, me concentro em Márcio e Rubão se aproveita e molha o dedo de saliva e desliza por volta do meu cuzinho, Márcio demora a gozar e Rubão se deleta no meu anelzinho, Márcio diz que não vai demorar a gozar, quando sinto a língua de Rubão passar por toda a bunda e fixar no cuzinho, me senti completamente fora de mim, se Rubão quisesse me comer não ia resistir, Márcio gozou e foi para o banho e foi a vez de Rubão, enquanto Márcio tomava banho, Rubão era só gemida e elogio a mim, sugando Rubão, ele novamente alcançou meu cuzinho, escutei o barulho da cuspida em seus dedos, e lubrificado foi entrando devagarinho, foi minha vez de gemer, a minha gemida provocou Rubão, que deu um berro e gozou, mais que antes. Márcio saiu do banheiro e fui tomar banho com Rubão, no banho Rubão pediu pra eu bater punheta enquanto ele lábia meu cu, Rubão sabia o que fazia, sua língua queria entrar no meu cu, nunca tinha gozado tanto, minha sorte que Rubão estava com o pau mole. Eu prometi dar para Rubão, mas antes daria par Márcio, para não sofrer nas mãos de Rubao. Mas isso nunca rolou nem com nem com outro. Márcio se mudou e só chupava o pau dum caseiro do sítio do meu vô, este sim me comia gostoso, mas sempre dizia que não queria, quando ele entrava na mata ia atrás chamando por ele, uma vez ele levou uma saia pro mato e fez eu vestir, gozou três vezes dentro de mim. Um fim de semana fiquei sozinho com ele, usei sainha e calcinha sábado e domingo, dormia junto e ele beijava minha boca como como se fosse sua esposa.

⏩ O melhor site de desenhos animados pornô do 🇧🇷, HQs eróticas🔥

Você já avaliou:
32 votes, average: 4,06 out of 532 votes, average: 4,06 out of 532 votes, average: 4,06 out of 532 votes, average: 4,06 out of 532 votes, average: 4,06 out of 5
(Média: 4,06 de 32 votos)

# #
Comente e avalie para incentivar o autor

3 Comentários

Talvez precise aguardar o comentario ser aprovado
Proibido numeros de celular, ofensas e textos repetitivos
  • Responder Só um Leitor ID:46kq0ortd9do

    Delicia de conto. Já tive alguns novinhos mamadores assim , tive um recentemente que veio de calcinha ( que pegou escondido de sua irmã), pra me fazer uma surpresa. Nesse dia tirei suas preguinhas rsrsrs . enchi seu cu de porra e ele foi pra casa todo arregaçado com o cuzinho recheado e todo feliz.

  • Responder KAZADU ID:2xbuy5nnt0ck

    Que conto excitante, tive que bater uma pensando nesse garoto. Sou de Recife que desejar manter contato meu email é [email protected]

    • passivo discreto de Recife ID:3vi1xba6v9k2

      meu gostoso também sou de Recife, quero mamar sua pica e ser enrabado por voce [email protected]