Fodida pelo Personal Gato

Olá, me chamo Jaqueline, tenho 24 anos, sou morena clara, olhos e cabelos castanhos, 1,65 de altura e 60 kg, tenho corpo malhado, seios grandes e bumbum na medida.
Recentemente passei em um concurso publico da policia militar e como sei que os treinamentos serão muito puxados dei um up na academia. Minha personal se chama Gabi, ela é prima do meu namorado…e uma grande amiga também… ela pega pesado comigo na academia e por isso quase sempre saio morta de lá, mas isso é bom… porque realmente preciso desse ritmo de treinamento.
Minha academia é nova na cidade, por isso não tem muitos alunos ainda, a maioria é pessoas de idade ou adolescentes… um pouco frustrante afinal não há muito o q se admirar lá dentro rs.
_ Jaky, para de olhar pro tempo e coloca mais gás nessa corrida. O dia de tomar posse está chegando, não adianta reclamar depois em…
_ Foi mau Gabi, hoje estou meio desanimada. Será que dá pra fazer algo mais leve hoje.
_ Tá maluca, você só tem mais um mês, pode parar de preguiça e vamos colocar esse corpinho em ordem…
Impossível discutir com ela. O negocio e obedecer…
O fim de semana chegou, uffa… sair com os amigos.. tomar uma cerveja… graças a Deus…
Gosto de um barzinho que tem aqui perto de casa… sempre lotado mas quase sempre casais e grupinhos de amigos, sem musica muito alta e um ambiente muito agradável. Meu namorado viajou com uns amigos pra pescar… e é muito chato ouvir de todo mundo…
“Que pescar que nada, vou beijar na boca….”
Caprichei no visual… coloquei um vestido tubinho preto não muito curto, minha intenção era ser sexy, não vulgar… prendi os cabelos num rabo de cavalo… uma maquiagem leve porem bem feita, e claro, um belo salto e um bom perfume pra completar… estava pronta pra noitada…
Combinei de encontrar com as amigas no bar, mas quando eu cheguei elas ainda não haviam chegado. Detesto isso… esperar não é meu forte, porem reconheci um rosto de longe, Gabi estava linda… mas também, com aquele corpo rs, impossível não ficar, mas eu reparei mais no rapaz que estava conversando com ela…
Ele era alto, corpo definido, cabelos loiros e olhos bem verdes estava usando uma camiseta polo apertada nos braços o que deixava seus músculos ainda maiores, uma calça jeans preta bem justa e que fazia aquele homem ficar ainda mais gostoso. Eu fiquei tão concentrada observando ele que nem percebi que a Gabi estava acenando pra mim, ela precisou gritar pra me tirar do transe…
_ Ei em que planeta você tava jaky?
_ Foi mau Gabi, só estava distraída, deve ser o cansaço, afinal você me matou essa semana…
_ Você reclama demais, só que depois vai me agradecer. Deixa eu te apresentar, esse é o Marcelo, a gente fez faculdade de Ed Fisica juntos, ele acabou de se mudar pra cidade e convidei ele pra trabalhar comigo na academia, sozinha não dou conta de tantos alunos…
_ Muito prazer Marcelo, sou Jaqueline, mas pode me chamar de Jaky. Seja bem vindo.
_ Oi Jaky, o prazer é meu…
Ele me deu três beijinhos no rosto e eu pude sentir o perfume delicioso que ele estava usando…
_Marcelo, vou aproveitar q ela está aqui e vou ao banheiro… e Jaky, nada de cerveja nem nada alcoólico.
Haaaaa tá, vou num bar e não vou beber nada… vai sonhando baby…
_ E ai Jaky, me conta, porque a Gabi tá pegando tão pesado com você?
_ É que passei no concurso da Policia Militar e ela resolveu que eu vou ser o Capitão América kkkkk
Ele riu alto
_ Olha, na minha opinião você já está linda assim, não precisa perder só manter, Faz o seguinte, hoje te ajudo a burlar a tirania dela e te dou cerveja escondido pode ser… serei seu cumplice.
Bom aparentemente eu tinha levado o bolo das minhas amigas porque além de não aparecerem não respondiam minhas mensagens, mas juro que nem me importei com isso, ali com o Marcelo estava bem melhor.
Durante toda a noite ele me ajudou a ficar bêbada, e a Gabi nem desconfiou, achou que eu estava apenas tomando suquinhos, coitada.
Graças a Deus, ela se acertou com um carinha, e finalmente saiu de perto. Pronto, agora posso ficar bêbada.
_ Quer dançar?
_ Não sei dançar Marcelo, rs Sou meio descoordenada pra essas coisas, mas não se prenda a mim, pode ir, tem varias garotas babando por você por ai…
_ Eu já tenho a mais linda delas aqui na minha frente, não preciso procurar.
Perdi completamente a voz, então ele pegou na minha mão e disse que estava morrendo de vontade de sentir o gosto da minha boca. Uau, ele me queria…
_ Marcelo, olha, você é lindo, e nossa obrigada pelos elogios mas eu tenho namorado, e ele é primo da Gabi, eu sinto muito mas acho que você errou o tiro.
_ Errei? Porque então seus olhos não estão me dizendo isso?
_Querer é uma coisa, poder é outra…
_Então você admite que também quer?
_ Marcelo, olha, já disse que tenho namorado e querer não vai mudar esse fato.
_ Cadê ele, que não esta aqui com você?
_ Foi pescar com uns amigos, só volta segunda.
_ Não acredito q ele deixou de estar com você pra pegar peixes
_ Tem gosto pra tudo né, Bom já está ficando tarde, vou pedir um taxi pra ir pra casa,
_ Imagina, eu estou de carro, levo você pra casa.
_ Não precisa, moro aqui pertinho, pode ficar e se divertir.
_ Minha diversão está indo embora, rs. Por favor deixa eu te levar pra casa, juro que vou me comportar.
Como dizer não?
Me despedi da Gabi, que a essa altura estava quase dando pro cara no canto do bar, fomos para o estacionamento, e cavalheiro ele abriu a porta do carro pra mim, era um belo carro, banco de couro teto solar, bem espaçoso, logo imaginei que muitas garotas foram fodidas ali dentro, quando ele entrou olhou nos meus olhos tão profundamente que quase tive um treco, era aquele olhar de não vamos pra sua casa, vamos pra um motel.
Mas ele não disse nada, ligou o carro e eu fui explicando onde morava, quando chegamos na frente do meu prédio, me aproximei dele pra dar um beijo no rosto e o safado virou e me deu um selinho, aquela boca ali molhada, doce e aqueles olhos verdes fixados nos meus, o tesão q estávamos sentindo era palpável. Impossível não notar que seu pau estava duro porque a calça era justa. Ele se aproximou de novo e me deu outro selinho, um pouco mais demorado dessa vez, fiquei sem reação, só fechei os olhos e senti aqueles lábios, quando abri os olhos ele ainda estava próximo aguardando eu dizer sim pra continuar. Sinceramente, era impossível resistir e ai foi a minha vez de beija-lo, e isso era tudo que ele queria, mas não ali, não com meu porteiro de testemunha. Então ligou o carro e fomos pra casa dele.
Ele mora perto da academia, uma casa grande e com arquitetura antiga, muito linda mesmo, por dentro ainda estava meio bagunçada, ele tinha acabado de se mudar então tinha caixas espalhadas por todo canto.
_ Tem certeza que quer fazer isso? não quero te forçar nada.
Me aproximei dele e o beijei, desci a mão no seu pau e apertei de leve, ele fechou os olhos e gemeu baixinho.
_ Quer que eu vá embora? Porque eu não quero.
Ele ergueu meu vestido até deixar minha bundinha a mostra.
_ Nossa, que bunda deliciosa você tem, não vejo a hora de meter em você.
Me virei de costas pra ele me ajudar com o zíper do vestido, e enquanto ele fazia isso fiquei reboando com a bunda encostada no seu pau.
_ Se continuar assim, não vou conseguir tirar seu vestido Jaky.
Rebolei mais ainda, descia e subia no pau dele, adoro provocar e eu vi o quanto isso o excitava.
Ele tirou meu vestido, soltou meu cabelo e me deixou só de lingerie (preta tomara que caia e uma minúscula calcinha de renda preta fio dental) e salto.
Ajudei ele a se livrar das roupas e só então pude ver a real definição de seu corpo, nossa, melhor do que imaginava, só não tirei sua boxer preta porque adoro homens vestindo somente isso. Sem contar que o preto dava um bom contraste naquela pela branquinha, que tesão de homem.
Fomos pro quarto, apensar do desejo, ainda estava um pouco sem jeito, e ele percebeu isso, me deitou na cama, e se deitou ao meu lado, me beijou e foi descendo com a boca bem lentamente mordeu meu pescoço, enquanto fazia isso ia passando a mão na minha bocetinha por cima da calcinha, que já estava completamente encharcada. Tirou meu sutiã e começou a chupar meus peitos.
_ Hum, que delicia Marcelo,
_ Tá gostoso tá? Eu nem cheguei onde quero ainda…
_ É mesmo, e onde você quer chegar?
_ Já-Já você vai descobrir gata.
E continuou a chupar meus peitos, mordia e apertava com tanto desejo que mais um pouco eu gozaria. Desceu pra minha barriga, passando a língua de leve, uma imensa tortura, ele não tinha pressa, seus olhos sempre grudados nos meus, o que me deixava com mais tesão ainda. Quando chegou na minha bocetinha, colocou a calcinha de ladinho e bem de leve passou a língua, gemi alto, como aquilo era gostoso.
Ele tirou minha calcinha, e começou a me chupar, sem pausas, feroz… metendo a língua com gosto, gozei em seguida tremendo inteira, que sensação maravilhosa,
Era minha vez de tortura-lo, e eu ia fazer isso…
Tirei sua cueca, e libertei aquele pau maravilhoso, não sei dizer o tamanho mas sei que era grande e saboroso, todo babado devido a excitação, sentei ele na cama e me ajoelhei em sua frente, fiz igual ele, cada movimento meu tinha meus olhos grudados nos dele, primeiro passei a língua na cabecinha e depois em todo comprimento do seu pau até chegar nas bolas e voltei pra cabeça… minha intenção era ir de vagar, coloquei toda a ponta dentro da boca e suguei com mais força… ele jogou a cabeça pra trás e gemeu, logo em seguida com as mãos segurou meus cabelos e forçou pra eu engolir mais seu cacete, mas eu não ia ser tão boazinha assim…. prendi a ponta do seu pau com a ponta dos dentes e levemente o mordi… fiquei olhando pra ele, dei um sorriso safado e engoli ele todo.
_Puta que pariu Jaky, assim você vai me matar, caralho, isso, chupa meu pau… nossa de delicia…
Chupei ele com mais gosto ainda. Queria levar esse homem as nuvens, queria fazer ele encher minha boca com seu leitinho, mas ele não deixou… me levantou do chão e me jogou na cama, adoro quando fazem isso comigo…
_ Quer dizer que está querendo me torturar com essa sua boquinha gostosa é safada… é tentador gozar na sua boca… mas tô maluco de vontade de foder essa bocetinha deliciosa…
_ Então vem e mata sua vontade baby…
_Você toma remédio?
_Sim, não quero camisinha, quero sentir seu pau direto na minha boceta… vem, mete em mim… me faz sua putinha hoje…
Virei de bruços e fiquei de 4 empinando bem a bunda pra ele… Ele deu um tapa e antes que eu pudesse gritar pela dor ele meteu em mim… com força…
_Hum… nossa isso me fode Má… mete seu pau sem dó…
Ele segurou na minha cintura e começou a bombar, que delicia… quando ele disse que estava quase gozando comecei a rebolar e ele mau teve tempo de tirar e gozou nas minhas costas…. me enchendo de porra.
_ Garota, você não existe, Meu Deus, como você rebola gostoso.
Ele se jogou ao meu lado na cama, completamente exausto… Acho que não é o tipo de cara que se recupera muito rápido, então conversamos um pouco, sempre muito carinhoso me enchia de beijos e sinceramente, adorei isso.
Perguntei se podia tomar um banho, porque estava toda gozada nas costas… ele me mostrou o banheiro, me deu uma toalha e quando estava saindo eu puxei ele pra de baixo do chuveiro comigo.
_Sua safada, tá querendo mais é?
_ Sim, e preciso de ajuda pra lavar as costas, pode me fazer esse favor.
_ Será um prazer baby!
Ficamos brincando um pouco, falando bobeiras, dando risada. Mas eu queria mais dele…
Me aproximei dele e o beijei, com a agua caindo sobre nós dois só ficou uma sensação ainda mais gostosa… queria aproveitar cada segundo, senti seu pau ficando duro novamente, me abaixei e cai de boca novamente, agora eu queria tomar seu leitinho, ele não ia fugir dessa vez. Primeiro chupei mais leve e aos poucos fui aumentando o ritmo, adoro engolir o pau todo até engasgar, ele gemia e empurrava minha cabeça ainda mais. Quando ele tentou me levantar, cravei minhas unhas em suas pernas e chupei com força e ainda mais rápido, funcionou, ele gozou gemendo e me chamando de cachorra e eu engoli tudo, delicia de mais.
_ Geralmente as mulheres não gostam disso, você sempre me surpreende linda.
_ Algumas não sabe o q é bom…Eu adoro.
_ De agora em diante, a Gabi vai malhar com você durante o dia, mas quando você sair da academia, vai vir aqui em casa malhar comigo. Vou te dar muito leite na boca e vara na boceta sua safada.
_ E o que eu digo pro meu namorado?
_ Ainda não esqueceu ele?
_ Como assim, tá maluco rs
_ Você só sai daqui quando esquecer o otário que trocou essa mulher deliciosa por uma vara de pescar.
Ficamos juntos o fim de semana todo. E quando meu namorado chegou, terminei com ele. Desde então, esse gato maravilhoso virou meu namorado. E não posso reclamar, temos fodas incríveis.
Cuidado Rapazes, não deixem suas namoradas pra ir pescar. Elas podem encontrar um gato que vai deixar vocês no chinelo.

Me digam o que acharam… jaky-silva@hotmail.com