,

Ma transformei num corno assimido

27-04-15 5 ★ 0.00

Pois amigos, vou compartilhar com você como me tornei um corno assumido e sem poder cobrar nada ter que aceitar tudo. Sou um cara casado, de meia idade, casei-me muito novo, minha esposa também era muito novinha, cabaço, nunca havia conhecido nenhum homem. Uma loira de estatura mediana, não muito alta, pernas bonitas, um corpo lindo, uma bunda maravilhosa, carnuda empolada, e ela dora usar, adora fazer anal.

A gente tinha uma vida normal, se da vamos bem na cama, até que um dia um amigo meu me convidou para transarmos a três com ele e a sua noiva,meio sem jeito mais eu aceitei, adorei,, ai fiquei me sentido culpado eu me divertindo e minha esposa só comigo, passei então a ler as Revista Private os anúncios, e um dia deparei com um anúncio de um cara de uma cidade vizinha a nossa, resolvi escreve-lo, ele me respondeu, eu não esperava que ele fosse me responder, acha isso uma brincadeira, mais não ele mandou uma resposta, acabei marcando com ele um encontro, para se conhecermos pessoalmente, um cara muito educado, Fernando, casado, mais sua esposa não sabia de nada, um moreno bonito, meia idade, charmoso, cheiroso, contei a ela a minha vontade, mais expliquei que não sabia se ela iria aceitar, mas se ela aceitasse eu entraria em contato, ele me deu uma Revista onde tinha uma foto dele de corpo inteiro, pelado de rola dura, e que rola.

Desde deste dia passei a comentar com ela a respeito, ela achava um absurdo, o marido deixar a mulher sair com outro homem e ele ficar olhando, mais eu insistia, na conversa, ate que um dia mostrei a foto do Fernando para ela mais sem dizes que eu já tinha conversado com ele, ela disse que estas fotos eram tudo mentiras, eu então completei não é não Amor, este cara eu conheço, ele mora na Cidade vizinha, gente boa, casado, educado, mais que gosta de uma sacanagem, então eu disse já pensou esta rola na sua bocetinha, ela respondeu você e louco ele me arrombaria toda, eu não aguentaria uma rola desta, eu então disse aguenta sim, nas primeiras vezes você estranha depois acostuma, eu notei que ela ficou exitada, transado comigo, e me disse será amor que eu aguentaria uma rola desta, eu disse e claro que aguenta, e assim transamos gostoso.

No dia seguinte cheguei em casa do serviço ela esta toda perfumada quando fomos para a cama ela quis transar e pediu a revista e ficou olhando, e perguntava amor será que eu aguentaria mesmo esta rola, eu respondi e claro que sim, quer tentar, ela então perguntou você realmente esta falando serio, deixaria mesmo eu dar para outro homem, esta querendo ser corno, eu respondi eu gostaria ate de poder tentar, e você quer, ela disse você e quem sabe, aquilo me deu um tesão só de pensar na possibilidade, acabei gozando.

No dia seguinte mesmo liguei para o Fernando dando a novidade e marcamos num barzinho na Cidade dele, quando cheguei em casa a noite na cama ela veio conversando, e perguntou amor sobre aquela conversa e serio mesmo,ou só conversa, eu então falei olha eu marquei com ele na Sexta Feira para você conhecer ele, você vai, ela disse vamos né, e fomos sentamos num barzinho batemos um papo bebemos um pouco, ela nervosa, tremula, bebeu ate um pouco a mais do que costume, estava mais soltinha, o Fernando então disse que você acham a gente ir para um local melhor para se conhecermos melhor, e pediu licença e foi ao banheiro, eu perguntei então vamos ela perguntou onde iriamos eu disse em um motel, ela então falou mais eu vou te que entrar no motel com os dois, eu disse ele se esconde, no fim ela acabou aceitando, como o Motel era um pouco longe, na beira da estrada, ela já sobre efeito da bebida, disse amor posso ir atrás conversando com ele, ela estava com uma saia meio curta, eu disse vai , ela entrou atrás junto com ele e foram conversando, nisso eu pelo retrovisor comecei ver ela gemendo e vendo os dois se beijarem na boca, nosso meu pau subiu na hora, logo ele tirou a rola para fora, ela pegou na rola dele e disse amor nossa como e grande e grossa a rola dele, e começou a chupar, logo chegamos no motel.

Eu dei um tempinho na garagem deixando os dois sozinhos no quarto, se beijaram, se chuparam, mais na hora dele meter nela, nossa ai foi uma coisa de louco, ela gemia, se contorcia, gritava baixinho, devagar, devagar esta doendo,, mais não demorou muito para ela aguentar todinha, eu acabei gozando vendo aquela rola todinha lá dentro, nossa que loucura, ele virou ela ela começou a cavalgar, pulava na rola dele,, ate que acabaram gozando, eu por trás comecei a chupar o cu dela e acabei chupando a rola dele que saiu de dentro toda melada de porra, e aproveitei e chupei a boceta dela também cheia de porra, ficaram ali um tempinho se beijando, eu sai fui ao banheiro me lavar, quando voltei ele estava tentando convencer ela a dar o cu, ela não queria achava que não iria aguentar, apesar de que ela adora dar o cu, mais a rola dele realmente era muito grossa, mais como um bom profissional ele levou um KISS e começou nossa ela gemia, mandava ele tirar, isso por varias vezes, ate que teve uma hora que ele deu um grito,eu então fui interferir, e disse olha se ela não aguenta e melhor parar, a safada me disse sai fora agora que já entrou eu quero ela todinha lá dentro, deixa ele meter, e dizia mete gostoso mete, empurra todinha lá dentro, nossa aquilo me matou de tesão, não demorou muito tempo ele estava de quatro na cama e ele meio que de pé na cama, metendo tudo tirava e colocava tudo,nossa que loucura eu vendo uma rola daquele porte arrombando o cu dela, acabaram gozando, ela já não aguentava mais, acabamos indo embora, levei ela ate perto da sua casa fomos embora.

De lá ate a minha casa era longe,na viagem eu perguntei e então gostou, ela disse adorei, na conversa ela disse a mim, já que eu aceitei ser uma puta, vou te falar uma coisa agora, o seu amigo Jacob, me olha com os olhos de tesão, e eu na praia já vi ele ate de rola dura me olhando, eu disse também você na praia fica com este bundão pra fora, só que como eu era uma mulher casada, honesta, não dava nenhum tipo de entrada, só que eu tenho o maior tesão por ele, e quero transar com ele, mas sozinha, eu quero dar uma entrada e ver o que rola, mas não quero que ele saiba que você esta me deixando, quero que ele pense que eu estou te traindo, se você quer ser corno tem que se de verdade, eu então falei a ela só tem um objeção quando você sair com ele ou com outro qualquer tem que vir para casa sem tomar banho para eu te chupar sentido o cheiro, ela concordou, mais esta e uma outra historia que conto numa outra oportunidade.

Avalie esse conto:
PéssimoRuimMédioBomExcelente
(0 Votos)

,

5 Comentários

Talvez precise aguardar o comentario ser aprovado
Proibido numeros de celular, ofensas e textos repetitivos

  1. Alexandre

    Legal!Algum corno tem o sonho de ver sua esposa e filha(s),brincando gostoso com outro?Se quiser posso realizar seu sonho,sou super discreto e educado.Meu e-mail é:[email protected]

  2. Anônimo

    adorei lindo

  3. marcelo

    nossa muito boa [email protected]

  4. dumau

    Fui corno tbm e posso ter fazer de corno mais vzs what (31) 97612019

  5. hetero

    tu e Ridículo seu corno