Empino minha bunda e meu cachorro atola sua rola nela

Ritinha vadia voltou(pode me chamar de vagaba,cadela. SOU MESMO. Gosto é de dar). Como moro sozinha,meu macho fica solto no quintal,e é só eu chegar que sou recebida com lambidas,latidos,o safado cheira minha bunda doido pra me comer. Várias vezes eu nem chegava na porta da sala e já me ajoelhava,abaixava a calcinha e me sentia uma cadela no cio. e a gente metia gostoso (e ficava grudado…aquela rolona arrombando minha buceta era o melhor dos prazeres). Só que,vagabundona que sou,resolvi fazer diferente. Vindo na madruga de uma balada,me engracei com um cachorro de rua. Mas era um senhor cachorro. Duas ruas antes de casa comecei a brincar com ele. Veio me seguindo até o portão (e nessa hora tirei a dúvida:TODO CACHORRO Vê uma mulher como fêmea. Quer de todo jeito COMER A GENTE (suas cadelas). E,safada que sou,entrei,amarrei “meu macho” no fundo do quintal,e pus o cachorrão pra dentro de casa. Na hora misturou tudo:tesão,doideira,vontade de dar. Abri a porta da cozinha e ele foi atrás…aquele meu sofá na sala é estratégico…eu,peladinha,me joguei no sofá com as pernas arreganhadas (implorando pra ser fodida)…o gostoso do meu macho trepou em mim (posição papai-mamãe) e me comeu até fazer eu gritar…e gritei pra caramba. Mas tava gostoso demais (eu apenas gemia: “me fode,meu macho,me fode”). O meu outro macho,preso no fundo do quintal,só latia (com certeza enciumado da sua cadela). Dei praquele cachorrão da rua de todo jeito:de quatro,papai_mamãe,engoli até sua porra…sim,abocanhei aquele cassetão e chupei até dizer “Chega”. Piriguete pra mim é pouco…me chama logo de vagaba,cachorra (logo conto mais fodas minha)

Avalie esse conto:
PéssimoRuimMédioBomExcelente
(Média: 5,00 de 1 votos)
Loading...