A primeira vez que meu cuzinho foi arrombado

27-12-14 0 ★ 0.00

Em Fevereiro de 2012 tinha acabado de ficar solteira, quando voltei a falar com um rapaz que havia conhecido em um site de relacionamento, não conversamos muitas vezes pois ele morava fora do país, e no entanto não via relacionamento a distância com bons olhos, mas no momento estava carente ele foi atencioso, prestativo, sempre mantivemos contato via viber e pela internet.
Começamos a nos ver pela cam, ele adorou meus seios, são grandes e lindos, ótimos de sentir, pouco tempo depois começamos a dizer as coisas que gostavamos, e ele me contou sua tara por um cuzinho. E eu disse que meu cuzinho ainda não havia sido invadido por um pau, então ele ficou mais interessado pois adora tirar o cabaço de um cuzinho.

É do tipo dominador, e gosta de coisas que nunca havia visto. Me pediu que deixasse a buceta sem depilar pois gostava da buceta bem peluda e o cuzinho teria que ser lisinho. Achava estranho no inicio, mas isso me deixava encharcada de tesão.

Com o tempo ele me convenceu a entregar o meu cuzinho a ele, nos masturbavamos pela net várias vezes, ele sempre me mandava tocar no cuzinho, me fez colocar até três dedos no cú, deixando meu rabo aberto e ficava todo ardido mas mesmo assim conseguia gozar muito tocando no cuzinho, então não tinha dúvidas que meu cuzinho tinha sido feito pra ser arrombado por ele. Minha buceta ficou bem peluda depois de uns 3 meses sem depilar, ele gostava de vê-la enquanto se masturbava, eu tocava na buceta e no cú ao mesmo tempo, eu sempre me masturbava, sei me fazer gozar fácil!

Eu como uma boa puta sempre obedecia meu macho, sempre que ele mandava eu tirava fotos da minha buceta e dos meus grandes seios, ele até mandava eu ir ao banheiro do meu trabalho para tocar uma siririca e eu sempre obedecia quando tinha tempo, e assim de fevereiro a agosto nunca deixamos nosso desejo passar, a espera, a expectativa era demais, era demais a vontade de ter meu cú virgem sendo arrombado por aquele macho que eu desejava tanto, macho safado com muita sede de mim.

Até que finalmente em Agosto nos vimos pessoalmente pela primeira vez, fui encontra-lo no aeroporto junto a familia dele, fomos deixar as malas na casa dos pais, e no caminho seu olhar, seu toque já me acendia toda, minha buceta latejava e meu cuzinho já piscava querendo aquele pau!

Chegamos na casa dos seus pais deixamos as coisas e de lá fomos direto pra um motel, chegando lá enquanto ele estava no banheiro tirei a minha roupa ficando só de lingerie que era muito bonita por sinal, fui em sua direção e ele veio e começou a fazer o que havia prometido, me deu uma surra, muitos tapas na minha cara de putinha com sede de pau, aqueles tapas faziam percorrer correntes elétricas por todo o meu corpo, me deixando ainda mais excitada, me dava tapas e colocava aquele pau gostoso e grosso na minha boca, eu mamava muito aquele pau, aquele pau com uns 18 cm de pura gostosura invadindo minha boca até a garganta.

Depois de chupar aquele pau gostoso ele me deitou na cama e começou a mamar gostoso meu grilinho me levando ao meu primeiro orgasmo, chupando muito minha bucetinha pelula como ele gosta, chupava minha buceta e lambia meu cuzinho virgem para preparar pra socar aquele pau no meu buraquinho, seria o primeiro buraco que ele iria comer pois disse que na nossa primeira vez ele ia comer só o meu cuzinho me fazendo sua puta!

Depois de preparar meu cuzinho lambendo e colocando o dedo, veio na posição papai e mamãe e começou a preencher meu cuzinho devagar, ao mesmo tempo que estava sentindo rasgar meu cuzinho virgem aquilo me excitava muito, era uma dor gostosa, eu não queria chorar, depois que ele socou aquele pau todo no meu cu pedi que esperasse um pouco pro meu rabo acostumar com aquele pau grosso, e então começou a socar aquele pau grosso pra valer, sentia meu cuzinho arder muito, foi aquela loucura, aquela entrega me levou ao meu primeiro orgasmo anal, nunca havia sentido nada igual, como foi maravilhoso, depois de várias estocadas no meu rabo veio com o pau e socou na minha boca até derramar seu leite todo em minha boca, sua porra era concentrada e quente, pois já havia dias que nem tocava uma punheta. Deitamos um ao lado do outro mas poucos minutos depois começamos a nos tocar novamente, logo imaginei meu cú esta arrombado não irei aguentar outra foda dessa no cú, pq ele disse que não ia comer minha buceta na primeira vez somente o meu cuzinho virgem.
Mas derrepente subiu em mim e começou a me torturar pincelando a cabeça no seu pau na porta da minha buceta subindo e descendo e quando eu menos esperava ele entra em mim de uma vez sem dó, entra preenchendo minha buceta apertada, gozei na mesma hora com aquele pau socado na minha buceta, sensação maravilhosa, minha buceta engoliu maravilhosamete aquele pau, um orgasmo intenso e demorado me invadiu e depois ele começou a arrombar meu cuzinho novamente, aquele cuzinho que tinha acabado de ser arrombado, fudeu meu cú com força e depois de deixar meu cuzinho bem aberto e arrombado ele tirou do meu cuzinho arrombado colocou na minha boca e me fez engolir todo o seu leitinho novamente.

Ficamos deitados um tempo e depois tomamos banho para ir na recepção que a irmã havia feito para ele, e cheguei lá, todos da família, todos sabendo que eu tinha acabado de ser comida por ele.

Foi uma transa inesquecível, sua visita ao Brasil durou em torno de 25 dias, que foram bem aproveitados, transamos muito, todas as vezes ele arrombava meu cuzinho, me comia até na minha casa enquanto minha mãe fazia nosso almoço, ela trabalhando enquanto sua filha putinha levava rola no cú.

Espero ansiosamente a volta dele, temos contato todos os dias… Nunca vou esquecer aquele pau que tirou o cabacinho do meu cú.

Avalie esse conto:
PéssimoRuimMédioBomExcelente
(0 Votos)

Nenhum comentário

Talvez precise aguardar o comentario ser aprovado
Proibido numeros de celular, ofensas e textos repetitivos