Violentada por um cão aos 12 anos

Nessa época eu e meus pais morávamos na capital, mas distante da região metropolitana, era quase interior. Eles tinham um ponto comercial, e todas as mercadorias eram compradas na cidade, e normalmente eles faziam compras nos sábados e passavam quase o dia todo fora. E foi pensando na minha segurança nos finais de semana (como já falei eles passavam o dia inteiro fora) que eles decidiram comprar um cachorro pra mim. Como eu tinha assistido o desenho dos dálmatas, eu resolvi pedir um desses pra mim. O nome dele era Preto, homenagem do meu pai a um antigo cavalo que ele tinha. Preto era muito brincalhão e muito forte, pois quando eu saia com ele pra passear com a coleira ele sempre tinha mais força do que eu e mim arrastava pra onde queria. Normalmente quando eu estava sozinha em casa eu usava um short de pano bem fino e safado, pois o mesmo era muito gostoso de se vestir, e um top. Certo dia, num sábado, eu acordei e não encontrei ninguém em casa, eles tinham saído mais cedo, fui até a cozinha e vi o bilhete que eles deixaram pra mim dizendo pra eu tomar conta da casa, que eles iriam voltar mais tarde do que o normal. Então fui ao banheiro, fiz minhas necessidades, e depois daquela mijada matinal, saí do banheiro sem me limpar, pois estava morrendo de preguiça e não tinha ninguém em casa pra me encher a paciência. Tomei meu café da manhã, coloquei meu short de pano (já meio rasgado de tanto usar) e como não tinha nada o que fazer fui brincar com o Preto. Ele dormia no meu quarto, e quando ele me viu fez a maior festa. Nessa altura do campeonato ele já tinha quase dois anos de idade. Então comecei a brincar com ele. Peguei a tolha que eu o enxugava e esfregava no focinho dele e saia correndo, e ele corria mais do que eu me alcançava e me derrubava. É claro que tudo que ele fazia era bem de leve, pois ele era bem manso e gostava muito de mim. Foi numa dessas que eu esfreguei a toalha nele e saí correndo, ele me derrubou e eu caí no chão. Ele brincando veio pra cima de mim e tentando pular pra me pegar e sem querer rasgou meu short com suas unhas que ele tinha nas laterais das patas dianteiras. Foi quando eu tentei me levantar pra trocar o short ele veio e cheirou minha buceta, acho que foi por conta da urina que eu não limpei. Me assustei e mandei ele se afastar. Mas depois me veio algo na cabeça de continuar com aquilo, pois eu tinha gostado da sensação de sentir aquele focinho frio e úmido na minha buceta. Então de propósito, e ainda nua, fui pra o armário que estava bem perto dele e inclinei o corpo fingindo que estava pegando uma calcinha, ele viu e meteu novamente seu focinho frio na minha buceta lambendo minha bunda e parte da minha buceta. Quando eu senti aquilo me deu um arrepio, um calor imenso e uma tremedeira incrível. Afastei-me e fui até a porta e ele veio atrás de mim, e mais uma vez me abaixei na porta fingindo que estava pegando alguma coisa, dessa vez me inclinei mais ainda. Ele veio e começou a lamber vorazmente minha buceta e meu anus e ao mesmo tempo em que lambia me empurrava com força contra a porta. Tentava me segurar na porta mas não conseguia, ele parecia que queira entra com focinho e tudo na minha buceta. Fui agüentado até onde pude, pois estava adorando aquela sensação! Quando não dava mais pra agüentar eu tentei sair e corri e ele veio atrás de mim, e sem perceber fui em direção do final do meu quarto onde tinha um espaço reduzido que eu guardava minhas coisas, e quando eu olhei e vi que não tinha mais espaço pra correr fiquei com medo. Foi quando ele pulou em cima de mim me derrubando. Levantei-me e me encostei na parede olhando de frente pra ele, e quando eu fui sair ele começou a rosnar e a latir!!! Fiquei com um puta medo e parei. Lentamente tentei sair de lado, e quando estava perto dele e mais uma vez veio pra cima de mim me derrubando no chão. Automaticamente ele veio e montou em cima de mim. Eu tentava tirar as patas dele de cima de mim mas ele era muito forte e me puxava com muita força. E nessas tentativas eu sentia seu pênis saindo e batendo várias vezes na minha bunda, e toda vez que ele (o pênis) saia e batia na minha bunda soltava um liquido escorregadio. Foi numa dessas tentativas de escapar que eu escorreguei no tapete e caí de cara no chão. Então ele se aproveitou da minha queda e achou o caminho do meu anus. Quando ele percebeu que tinha acho meu anus ele penetrou com extrema força e de uma só vez…. Nossa!! Dei um grito de dor!!! (na verdade o grito foi mais do medo do que da dor) Aquilo entrou tão fácil em mim!!! Parecia que ele realmente queria me violentar, pois quando eu dei o grito ele me penetrou com mais força me puxando pela cintura. Nas tentativas de me puxar, ele também rasgou meu top e me arranhou toda nas laterais das costas. Tentava sair desesperadamente mas ele era muito forte, eu não sei como ele consegui me puxar e me penetrar ao mesmo tempo. Eu sentia sua respiração ofegante no meu pescoço, sentia aquele espetáculo de pênis abrindo meu anus centímetro a centímetro, aquilo entrava de tal forma, de tal violência, que não tinha como escapar. E quando ele mais me penetrava, mais rápido fazia os movimentos. Senti aquele minúsculo pênis crescendo dentro mim e aumentado de volume. Então pensei: – já que ele me penetrou vou esperar ele acabar e depois sair, pois já tentei de tudo pra sair e não consegui. Relaxei um pouco e me arreganhei… foi então que ele percebeu e enfiou tudo de uma só vez, aumentou a velocidade de penetração e parou. Quando ele penetrou tudo deu pra sentir uma bola se inflando dentro do meu anus e saindo um jato de um liquido quente. Senti um misto de dor e tesão e me empinei mais ainda levantado minha cabeça pra cima. Senti um frio seguido de uma tremedeira e uma febre. Nessa hora notei que ele tinha penetrado tudo. Passei a mão nas minhas costas e percebi que estava toda arranhada e babada. Também passei a mão na minha bunda e notei que estava toda melecada e babada, passei a mão na minha buceta e percebi que apesar de não ter sido penetrada estava inchada e saia uns líquidos. Subi mais um pouco passei a mão no meu anus, e percebi que Preto tinha enfiado tudo em mim eu só sentia seus pelos na minha bunda e seus ovos pendurados e que não havia mais espaços entre seu pênis e meu anus, acariciei meu anus e também vi que ele estava inchado, passei a mão mais um pouco e vi que dele escorria um líquido viscoso. Então preto virou e ficamos bunda com bunda. Esperei mais um pouco porque eu estava cansada de tanto tentar fugir e não consegui. Forcei um pouco pra sair, e percebi que estava presa pelo anus com ele. Ele se virou, inclinou a cabeça, e com a língua começou a massagear o meu anus que ainda escorria o liquido. Já mais disposta tentei sair… e percebi que realmente estava presa com ele… tentei sair… mais doía muito, e quanto mais tentava sair mais doía… Aquela situação foi me deixando nervosa e comecei a chorar baixinho pra ninguém me ouvir e ver aquela situação. Depois de uma meia hora eu senti seu pênis ficar menor, foi quando puxei e ele saiu, fez um barulho estranho como se tivesse desentupindo uma pia e saiu mais líquidos do que o normal, era muito mesmo que molhou o tapete quase todo.Quando eu olhei pra trás!!! Nossa!!!! O pênis dele estava extremamente vermelho, tinha uma bola no final e media mais ou menos uns 20 cm; fique impressionada com o tamanho daquela coisa que tinha ficado dentro de mim por mais de 30 minutos. Passei a mão no meu anus e percebi um buraco fora do comum e que escorria muitos líquidos. Peguei um pouco daquele liquido e vi que era uma mistura de branco com vermelho, não sei se era sangue meu ou dele, cheirei e vi que tinha um cheiro forte, como se fosse chá. Levantei-me rapidamente, minhas pernas estava sem força e trêmulas e quase caia novamente, peguei minha toalha e fui correndo pra o banheiro me lavar. Depois no banho fique pensado naquilo tudo, e que depois queria repetir a dose, só que na cama dos meus país, mas isso é uma outra história

Branca10@globo.com

Enviado por: Branca <branca10@globo.com>