UM PIVETE ME COMEU

Olá meu nome é Ariane, sou loira, tenho cabelos compridos lisos, tenho 1,70 de altura e 54 Kg, adoro fazer ginastica e natação, pois sempre tento manter a forma, pois adoro meu corpo, ao menos a minha orelha, acho ela muito pontiaguda. Este relato que vou contar aconteceu comigo no ano passado eu tinha 22 anos e estava namorando, pois somente agora que eu resolvi contar este fato pois estou mais segura e sei que ninguém descobriu, e o menino na qual faz parte da história mudou para uma outra cidade com seus pais.
Bem tudo aconteceu no ano de 2001, foi em Janeiro, na minha casa tem uma piscina e sempre nos finais de semana minha mãe e uma vizinha nossa vão tomar sol e junto vai o filho dessa vizinha que chama – se Luiz, ele é um menino loiro e tinha 12 anos, e digamos que ele não bate muito bem da cabeça, mais por ventura é super levado, eu já não gosto de tomar sol em casa pois já prefiro o clube ou um shopping, pois sempre vou com meu namorado ou com amigas.
Bem foi em uma Quarta – feira meus pais decidiram viajar e só voltariam na Segunda, pois eles iam em uma casa nossa no litoral, eu não quis ir, pois tinha combinado de ficar em casa e dormir na casa de meus avós. E por infelicidade minha meu namorado foi em Florianópolis fazer um curso de Marketing, que é a sua área profissional, e na verdade eu fiquei só, mais mesmo assim aproveitei saindo com amigas.
Quando chegou no Sábado a nossa vizinha perguntou de minha mãe, eu expliquei que tinham viajados, mais mesmo assim foi ela tomar sol em casa, era por volta das 15:00 hrs, e para não ficar chato fiquei também e resolvi pegar uma corzinha, apesar que não tinha nada que fazer também, não demorou muito chegou o seu filho o Luiz, ele só gosta de ficar na piscina, bem e tudo começou quando eu coloquei o meu bikini tipo fio – dental, eu só uso ele em casa pois no clube uso um mais discreto também porque o meu namorado implica, e esse é bem enfiado como uma tira e além de tudo é um branco meio transparente quando molha. Eu entrei na piscina um pouco para se molhar e deitei para me bronzear e notei que o Luiz não tirava os olhos do meio da minha perna, eu encostava ela mais quando sobrava uma brechinha estava ele de novo olhando, e achei aquilo constrangedor, tanto é que nem consegui tomar sol de bruços, até que lá por umas 16:20 hrs a mãe dele resolveu ir embora e ele se ofereceu para ficar perguntando se podia, e para não achar chato disse que sim. Eu estava louca para tomar sol de costas, até que deitei de bruços e virei a cabeça de lado e via sempre o Luiz mexendo na sunga e nem se quer piscava, foi quando me deu uma vontade de provocar, de deixar ele meio louco, pois sabia que ele não iria contar nada a mãe dele e nem sequer a minha, então levantei e fui até a cozinha tomar água, dei uma puxada no bikini para cima, e dei uma enfiadinha nele entre a minha xaninha, deixando a mostra todos os meus labios, voltei a piscina e deitei de costas de novo, ai eu abri bem as pernas mesmo foi quando notei que ele estava pálido nem sequer continuou a nadar, foi quando resolvia provoca – lo ainda mais, apesar que estava com um certo frio na barriga, mais a ansiedade de provocar era bastante, pois sabia que ele seria inofensivo em falar aos outros, ai virei para trás e peguei ele de olhos fixo em minha bundinha, e perguntei se dava para ele passar protetor em mim, na mesma hora concordou, então continuei de bruços e ele começou a passar protetor em minhas costas, não demorou muito e ele perguntou se era para passar em baixo também, eu disse que sim, pois tinha até achado estranho ele não Ter passado ainda, então ele deslizava a mão com creme em minhas pernas e passava na minha bundinha, e voltava de novo eu olhei para a sua sunga e ele estava com o seu pinto duro, e gostei daquela situação, e apenas deixei ele fazer aquilo, depois que ele passou deixei ele desfrutar mais um pouco com a sua visão até que quando ele ia embora, eu disse que se ele quisesse voltar no outro dia que seria o Domingo na parte da manha ele podia, pois eu sabia que de manhã a mãe dele vai em uma campanha solidária, isso em todos os domingos de manhãs, ele concordou e a noite não parava de pensar naquelas provocações e como provocaria no outro dia, pois tinha gostado de fazer aquilo.
Naquele dia a noite eu apenas fui em um restaurante com as amigas, e depois voltei para casa deixando minha avó comunicada. Quando era umas 09:00 hrs lá estava ele, mandei ele entrar e disse que eu ia trocar para ir na piscina e ele poderia me esperar lá, quando coloquei o meu bikini fiz a mesma coisa deixando ele bem infiado na parte de baixo e fui a piscina, perguntei se a água estava fria e entrei para me molhar, quando sai usei o mesmo roteiro mandando ele passar protetor, ele aceitou na hora e começou a passar nas costas e já deslizava na bunda, eu até precisei falar para ele não passar muito creme se não meu corpo ia ficar uma crosta de tanto que ele passava, e mandei apenas espalhar, ele continuava a deslizar a sua mão e eu abri mais ainda a perna e mandei ele passar também por dentro das coxas, ele começou a passar quando sentia a sua mão encostando na minha bucetinha, eu arrepiei toda e por ventura eu estava começando a ficar molhada, e ele continuava naquele sobe e desce frenético, descia até o pé e subia e encostava a mão, e eu fui deixando pois eu estava adorando aquela situação, ele passava, passava até que quando chegou em cima ele ameaçou enfiar a mão dentro do fiozinho do bikini mais voltou de novo para baixo, e eu já estava esperando o que iria acontecer, até que pela 4 vez ele enfiou a mão inteira dentro do bikini passando a toda a mão na minha bucetinha, o bikini até ficou de lado, então que não agüentando mais a situação eu devantei e perguntei se ele estava gostando, ele disse um sim meio assustado, e perguntei se ele era virgem e também disse um sim meio sem graça, perguntei se ele já tinha relado a mão em uma bucetinha, ele disse que nunca tinha se quer visto uma de verdade, apenas em revistas do pai dele, foi quando fiz a pergunta mais safada em toda a minha vida, perguntado se ele queria ver e passar a mão, só que não podeira contar para ninguém, ele concordou, e mesmo assim insisti que ele não poderia contar, ele prometeu, então sentei na beira na piscina e mandei ele entrar na piscina e mandei ele tirar o meu bikini, pois eu sempre gostei de deixar apenas um filetinho em cima, bem pouco mesmo pelo, pois além de achar mais higiênico acho também mais Sex, e deixei ele olhar e passar a sua mão, nessa hora eu estava louca, e fui dar conta em que situação tinha deixado ir, mais como via que era confiante deixei rolar, naquele instante eu deitei e deixei ele ficar se deliciando, naquele momento mandei ele chupar, e quando ele colocou aquela lingua na minha bucetinha eu até dobrei os joelhos deixando ela toda a amostra, e pedi para ele chupar bem devagarinho, ele deixou ela toda melada, eu já não aguentava mais e gozei, depois mandei ele tirar a sunga para eu chupar o seu pinto, e quando ele tirou ele estava todo melado tipo uma gosma, mandei ele lavar na piscina e mandei ele deitar fazendo um 69, o se pinto era bem fino, mais por compensação era uma vara de tão comprido, eu chupei ele todinho, ficamos ali durante uns 5 minutos, depois ele implorou para deixar ele colocar o seu pinto na minha bucetinha, e quando eu até estava pensando em meter um chifre no meu namorado com um menino de 12 anos, lembrei que não tinha a camisinha, e expliquei para o Luiz, mais ele disse que ainda não tinha esperma, mais mesmo com medo, não deixei e mandei ele ir embora e arrumar e depois lá para umas 19:00 hrs ele voltava em casa que ai eu deixava, e pedi para ele não contar para ninguém e também para falar para os pais dele que ele ia na casa de uma amigo, então eu sai com duas amigas e elas notaram que eu estava muito quieta, e perguntaram mais eu não disse nada, e só pensava na noite e já ficava molhada. Quando faltava 20 minutos para as 19:00hrs ele chegou e mandei ele entrar eu estava vestindo só uma camiseta e um xortinho de pijama, mandei ele entrar e perguntei se ele havia trazido a camisinha, ele disse que tinha arrumado 3, então mandei ele tirar a roupa deixando totalmente pelado e mandei ele tirar a minha, quando estavamos pelados empurrei ele na cama e comecei a chupar o seu pinto como uma louca, e joguei a minha bunda em cima de sua cara, deixando ele lamber a minha bucetinha inteirinha, eu já não aguentava mais e queria aquela pica dentro de mim, mandei ele colocar a camisinha dando uma mãozinha para ele e fiquei de quatro fazendo com que ele colocasse aquele pinto comprido em mim, quando ele colocou entrou tudo foi até o saco dele de tão molhada que eu estava, ele meteu em mim durante uns 10 minutos, nem mesmo o meu namorado conseguia meter tanto tempo assim, quando percebi que seus movimentos foram mais fortes percebi que ele estava chegando ao orgasmo, eu sai e deixei ele gozar, ele estava todo molhado de suor e já queira mais, ai para apimentar mais ainda perguntei que jeito ele queria, foi quando me respondeu que queria dentro da piscina, até que aceitei pois estava uma noite com muito calor, e até chegarmos na piscina mandei ele enfiar o pinto em mim e fomos agrudadinhos até a piscina, pulamos na piscina e ele me chupava debaixo dagua e enfia o seu pinto por trás, gastamos as outras 2 camisinhas, ai mandei ele ir embora e disse que um outro dia fariamos de novo, e ele sugeriu já no outro dia, ai disse que não que eu avisava, só que ele tinha que ficar quieto, ele concordou, e depois daquele dia transamos mais duas vezes, inclusive uma foi em um rancho do meu vô, que na qual vou contar como foi em um outro conto.
Se alguém quiser mandar um email especial meu é arianezanini@bol.com.br,

Avalie esse conto:
PéssimoRuimMédioBomExcelente
(Média: 2,00 de 1 votos)
Loading...