, , , ,

UM MENINO COMEU MINHA NAMORADA

17-08-13 3 ★ 1.00

Olá, o que vou relatar é um acontecido que marcou muito nossa vida sexual. Meu nome é Juan, e tenho 25 anos, ou loiro, 1,77, 75 kg e olhos azuis. Minha namorada é Laura, tem 18 anos, 1,65, 55kg, cabelo castanho claro e olhos grandes azuis, um corpo magro e bem torneado, uma cinturinha que quase fecha com duas mãos, seios pequenos e empinados. Minha namorada é linda e sempre despertou os olhares por onde passa. Fui o primeiro homem da vida dela, namoramos há cerca de 2 anos e meio. Quando a conheci era uma menina de 15 anos linda e timida. Hoje jah eh um mulherão e com um fogo incrivel.
Bem, nossa história começou por acaso. Ela nunca gostou muito de sexo virtual nem de coisas do genero. Eu sempre tentei convencê-la a tentarmos aguma coisa assim, porém ela nunca topou. Um certo dia navegando pelo bate papo do uol, com um nick de casal, um rapaz puxou conversa. Queria saber o que procuravamos. Respondi que queriamos qualquer coisa com prazer.
Quando perguntei sua idade fiquei surpreso, pois ele tinha apenas 15 anos. Lembrei que já havia conversado com minha namorada sobre o fato dela nao ter tido outros parceiros. E que isso me preocupava. Achava que um dia ela poderia me trair apenas pela curiosidade de ter outro pau dentro dela. Pensei na possibilidade dum cara de 15 anos, inexperiente, transar com ela para que ela matasse essa curiosidade. Soh assim pra eu nao ter ciume, acompanhar um menino mais novo, com um pau menor trepando com ela enquanto eu a assistisse.
Durante a conversa com o menino, busquei deixa-lo a vontade e inventei que era casado e que tinha uma ficante que gostava de sair a 3….Contei varias estorias para ele de fodas que fizemos. E ele foi ficando interessado no assunto. Fiz uma propaganda das curvas da minha “amante” e mostrei fotos de corpo dela. Algumas de biquini, outras de calcinha. E o rapaz me revelou que não era virgem, mas que tinha transado com poucas e que sua maior curiosidade era pegar uma mina mais velha. Senti na hora que aquela era a oportunidade. Mais tarde desligamos e combinamos de conversar por msn no outro dia.
Enquanto essa hora não chegava, fui conversando com minha esposa sobre a estoria que inventei. De que ela era minha amante e que gostavamos de fazer sexo a 3. No começo ela nao gostou muito, mas depois foi ficando excitada com a possibilidade de realizar um fetishe desses com o meu consentimento. O unico problema era que moramos numa cidade pequena, e não poderiamos ter um encontro como se fossemos amantes pq a pessoa descobriria mais tarde que somos namorados. Nossa imaginação foi fluindo e decidimos então marcar um encontro, porém, o rapaz não veria o rosto dela, apenas o corpo. Uau, esses planos incediaram nossa noite, imaginando a cena de um sexo misterioso com um menino inexperiente e tudo isso a 3.
No dia seguinte ele conectou e eu disse que estava na casa de minha amante e que a mostraria pela web. Ele já estava excitado e disse que não pensou em outra coisa o dia todo. Também pudera, o corpo da minha namorada é incrivel, e só com as fotos dela da vontade de bater uma punheta.
A conversa fluiu bem, minha namorada não mostrou o rosto, apareceu na web algumas vezes e mostrou seu corpo soh de calcinha. Ele tirou toda a roupa e começou a punhetar, o que deixou minha mulher doida. O fato de um cara estar batendo punheta pra ela a deixou muito excitada, mas pedi pra que ela deixasse pra tirar a roupa apenas ao vivo. O pau do garoto não era mto grande e ele tinha poucos pentelhos. Não era mto precoce e tinha um corpo de magrinho de menino.
Depois de mais umas duas ou tres conversas decidimos marcar um encontro. Eu dizia que tinha que dar um jeito para que minha esposa nao descubrisse. E disse também que minha amante tinha um fetise de transar de mascara. O menino nem quis saber, soh importava a data. Marcamos numa sexta feira. Estavamos ansiosos. Minha namorada ficou muito nervosa, pensou em desistir mas eu a acalmei e expliquei que seria saudavel e gostoso.
Levei ela pro motel e no caminho fomos bebendo champagne para descontrair. Ao chegar lah, joguei-a na cama e a deixei doidinha, porem nao a comi. Bebemos mais e ela jah estava subindo pela parede. Pedi que esperasse enquanto buscaria o menino. No lugar combinado la estava ele. Parei o carro e ele entrou. Meio assustado nos cumprimentamos. Ofereci um gole de champagne e ele nao recusou. Bebeu logo a taça inteira. Aproveitamos para dar uma volta, inventei que minha amante iria para o motel e nos avisaria da hora de ir para la. Enquanto isso, minha mulher bebia e preparava o quarto do motel para nosso hospede. Depois de umas taças de champagne ele jah estava bem mais a vontade e fingi ter recebido uma mensagem. Era o sinal. Fomos ao motel e estacionamos o carro. Eu fiquei o tempo todo, como um amigo, faendo fogo no menino que jah devia estar de pau duro. Falva – Pensa naquela gatinha doida pra trepar com vc. Ela vai te matar na cama.
Entramos no quarto e nos deparamos com minha “amante” dançando extremamente sensual uma musica eletronica na pista do quarto. A banheira estava cheia e a hidro ligada. Ela dançava usando apenas lingerie e uma mascara de carnaval. Ela estava uma delicia. Fomos em sua direção e entramos na dança. Ela o abraçou e beijou seu rosto e falou alguma coisa em seu ouvido. Jah baixou a sua mao na bunda dela e comeaçram a dançar juntos. Foi uma cena inesquecivel. Minha mulher, fingindo ser minha amante, totalmente bebada e excitada, dançando com um menino também bebado e louco pra come-la. Fiquei doido com aquela imagem.
Nao demorou muito e estavam se beijando. Eu a abracei por tras e a peguei na cintura. Ela logo empinou a bunda e a comecei roçar sua bunda. O menino nao perdeu tempo e segurou com as duas maos seus peitos, enquanto dançavamos a tres uma musica mutio alta. Logo em seguida ele abriu o sutien dela e passou a beijar seus peitos. Ela nao se aguentou e delirou de prazer enquanto levantava a cabeça e gemia baixinho. As maos do menino entao desceram sua cintura e abaixaram sua calcinha. Apesar da pouca experiencia o menino tinha um fogo danado e jah nao tinha vergonha nenhuma….Logo que tirou a calcinha, seus dedinhos começaram a masrtubar a bucetinha raspadinha dela. Na hora eles sairam lambuzados como eu nunca vi antes. Ela pegou a mao dele e lambeu os dedos molhados com o mel da sua xana. Fiquei doido. Entao ela veio e me beijou. Suas maos entaõ começaram a passar pelo corpo do menino, enquanto ela olhava pra mim com um sorriso de canto de rosto. Ela piscava pra mim enquanto colocava a mao dentro da cueca do menino que jah estava com o pau latejando de vontade. Ela o tirou da calça e começou a punhetar. Mais um piscadinha e ela se abaixou e engoloiu akele pau inteiro. Axei que o menino ia gozar pela cara que fez. Ela começou a sugar com tanta vontade que parecei que queria puxar o leite pra fora ali mesmo. Enquanto isso, tirei a minha roupa e fiz um gesto para o menino segurar a cabeça dela. Ele obedeceu e começou a puxar sua cabeça na direção do pau. Axo que ela soh aguentou akele pau todo na boca porque nao era mto grande. Se fosse o meu jah tinha engasgado na metade.
Antes do menino gozar a tirei do pau dele para que chupasse o meu ea fiz ficar de quatro na pista. Nessa hora ,ele nao teve duvida, ajoelhou no chão , pegou ela pela cintura, deu uma ajeitada e meteu sem dó naquela bucetinha arrebitada. Minha namorada deu uma gemidona, quase um urro enquanto me chupava. Era o prazer total de um mulher se realizando. Enquanto chupava um pau, de quatro, outro cara a comia potr tras. E o menino não tinha preguiça memso. Meteu como um cão comendo uma cadela. Com, rapidez e força. Minha namorada gemia e babava no meu pau, morrendo de tesão, até que gozou como um louca….fechando as pernas e deitando de prazer no chão. Olhei para o cara e sorri….A pegamos denovo e levamos para a cama. Falei para que ele deitasse na cama e entao ela foi por cima. Me posicionei de frente pra ela para que chupasse mais meu pau. Mas ao ver a cena dela cavalgando no pau do cara com akele sorriso maroto, pensei: Ah é?! Ta gostando mesmo neh?!…Dei a volta na cama e olhei a cena por trás. Akele pau entrnado na xaninha que tirei a virgindade… Olhei por alguns segundos akele cuzinho subindo e descendo e nao tive duvida. A peguei pela cintura, parei o vai vem deles e com meu pau ainda babado enconstei na portinha dos fundos. Ela falou assustada que não. Pois nunca tinhamos feito antes. Ela tinha mto medo de que iria doer. Mas akela reação de negativa não foi convincente e forcei a entrada por trás enquanto o outro estava na xaninha dela. Ela soh deu uma gemida forte e desfaleceu sobre o rapaz gemendo como se fosse uma mistura de dor e prazer. Começamos um vai e vem ela parecia estar sendo rasgada. Gritava como uma piranha no cio. Cheguei a colocar o pau inteiro la dentro. Dava ate pra sentir o pau do menino brigando la dentro. Nao aguentei e enchi o cu dela de porra. O menino nao aguentou tambem e gozamos quase juntos, os tres.
Deposi que sai de cima ela levantou e desceu uma cachoeira de porra no chão. Ela saiu correndo dali e foi pro banho conferir se estava tudo inteiro. Me deitei ao lado do menino e ficamos descansando um pouco enquanto nossos paus amoleciam. Chegamos a cochilar um pouco. Qdo acordei minha “amante” jah estava vestida e dizia que tinhamos que ir, pois minha esposa jah havia ligado. Nos vestimos também e saimos. Dentro do carro foi um silencio só….chegamos no bairro do menino e nos despdimos. Ele estava meio tonto ainda e nem falamos muita coisa. No caminho, eu e minha esposa nos olhavamos e davamos risadinhas.
Ate hj cruzo com o menino na rua. Nao sei se ele desconfia que a amante era mesmo a minha mulher pela estado alcoolico que ele estava. Mas conversamos outras vezes pelo msn e ele nunca mencionou nada….Acho que vamos fazer isso mais vezes pois pra ela foi a coisa mais excitando que jah aconteceu. Essa saida reforçou nosso amor e cumplicidade. E combinamos que um dia será com uma menina. Bem, ela diz que não é bi, mas bem que eu iria gostar de duas minas bi transando comigo no motel….hehehe
Quando isso acontecer eu posto aki….

Avalie esse conto:
PéssimoRuimMédioBomExcelente
(Média: 1,00 de 1 votos)

, , , ,

3 Comentários

Talvez precise aguardar o comentario ser aprovado
Proibido numeros de celular, ofensas e textos repetitivos

  1. Lorenzo

    #Para solteiras, casadas ousadas, sem frescuras. Estou criando um grupo “CNN News”. Com sigilo e discrição total “contos, fotos e videos”. WhatsApp (19) 9 8309 0717 ou www.facebook.com/coach.consultor

  2. Lorenzo

    Para solteiras, casadas ousadas, sem frescuras. Com sigilo e discrição total “contos, fotos e videos”. Estou criando um grupo “CNN News”. WhatsApp (19) 9 8309 0717 ou www.facebook.com/coach.consultor

  3. alan

    nossa quer delicia gizei gostoso sou de sao paulo … chama eu no zap 11941404388