Mariazinha ( 3 )

Autor

bom tds já deve saber que eu fui comprada da dona Gloria por um padre ,seu nome era padre Daniel ele era de uma paroquia na Vila Paulo Dias.
chegando e era um lugar pequeno e a paroquia ate que bonitinha para um lugar tão humilde ,pensei que eu ia morar ali mais não assim que descansamos eu dormi no banco da igreja e ele foi pros fundos onde ele tinha a casa paroquial .
ele já com outra roupa pediu para eu levantar que iria levar eu para onde eu ia ser bem tratada , então montando na charrete voltamos para estrada .
depois de uma hora mais o menos entramos em uma fazenda enorme onde se criava cavalo mais estes cavalos era diferente dos que tinha na fazenda era grandes e com pelos bem lisinhos eram lidos .
quando chegamos na sede da fazenda onde ele mando eu ficar sentada ele entro e começo a conversar com uma senhora que mais tarde vim conhecer como dona Lurdes .
deu para ouvir parte da conversa onde ela mandava ele me ensinar que eu tinha que tomar o remédio tds dia e quando acabasse eu teria que avisar ala para providenciar mais e que eu tinha que fazer tds serviço da casa .
então deu para ver que ela deu mais uma bolsa para ele e disse que era para ajudar a paroquia nisto o padre Daniel me chamo e disse que eu ia trabalhar para ela onde ela iria me dar estudo e comida e um lugar para morar .
( em termo de hoje eu era escrava dela trabalhando por um prato de comida )
o senhor Daniel me levo pro quarto onde eu iria ficar e me disse que eu tava ali por que dona Lurdes era uma boa pessoa e uma paroquiana ilustre.
que a noite eu deveria receber algumas visitas que não teria problema pois a dona Lurdes aceitava pois ela não acha que para mulher de família o sexo é só pra procriação .
depois que ela teve o filho não queria mais ,ela sabendo que seu marido sentia necessidade ela não se importava dele fazer sexo com a empregada ate ela pede para eu achar moças bonita para ele não ficar em zona de mulher da vida .
ele pergunto se eu queria ficar ali o não como boba que eu era não me importei afinal qualquer lugar era um lugar não importava onde .
então o senhor Daniel me deu um vidro e pediu para eu tomar td noite sem falta e quando tivesse acabando era para avisar dona Lurdes que o remédio ia acabar que ela providenciaria outro ,perguntei por que tenho que tomar ele disse que era para eu não pegar barriga senão teria que ir embora .
então o padre foi embora e eu fiquei ali sozinha , descansei neste dia já no outro dona Lurdes me chamo de manhãzinha e já comecei a trabalhar o dia td pegando ovo limpado lavando roupa que neste tempo era um rio onde se ponha a roupa pra Quarar no gramado ao sol
quando fui servir a mesa do almoço estava o senhor Pedro marido da dona Lurdes e seu filho um rapaz de uns 16 anos lindo de nome Sebastião .
logo deu para sentir os olhares do senhor PEDRO parecia estar me comendo com os olhos eu por minha vez não conseguia tirar o olho do Sebastião ele simplesmente era lindo de mais .
a noite caiu e dona Lurdes disse Maria não esqueça de tomar o remédio ,eu disse tá já vou tomar ela então disse pode se recolher a seu quarto que por hoje acabo .
não demoro muito eu deitada ouço a porta ranger era o senhor Pedro homem forte robusto.
ele entra e em pé na cabeceira da cama ele pega no meu tornozelo e me puxa quando o lençol desliza sobre meu corpo nu descobrindo me e deixando eu peladinha a merce do senhor Pedro ,ele então tira sua roupa e eu vejo ele pelado parecia um urso td peludo quando eu olho para baixo fiquei pasmada não era por menos que dona Lurdes não ia pra cama com ele seu pau parecia uma tora de madeira era enorme parecia deformado de tão grande que era .
ele sem dizer muito abriu minhas pernas e sem carinho bruscamente foi introduzindo aquela tora em minha boceta .
posicionei de barriga pra cima arreganhei bem as pernas e com a ajuda dele fui introduzindo aquela tora . Foi meio complicado mas eu achei que seria impossível. E realmente não foi, quando entrou foi de uma vez, dei um grito, pois senti um desconforto mas logo em seguida relaxei e começamos a meter.
eu quase gozei de me ver com aquela tora enorme enterrada na buceta,
o senhor Pedro Metia com vontade, ele entrava quase toda, eu bem arreganhada metendo e rasgando minha buceta, senti que ia gozar meti mais fundo, meu o senhor Pedro tava louco de tesão me chamando de gostosa e eu gozei forte, tão forte que as contrações expulsaram a tora da minha buceta.
Quase perdi os sentidos com tamanha força do gozo do senhor Pedro ele me lambuzo td parecia que tinha um fonte de esperma quente jorrando em mim .
logo depois ele saiu e foi embora e eu fiquei ali toda arregaçada mais tmb feliz fazia tempo que minguem me pegava assim .
depois desta noite demoro 3 noite na quarta ele volto só que não volto sozinho ele trouxe o Sebastião ele pergunto se eu tomei o remédio ,balancei a cabeça que sim e o senhor Pedro disse hoje vc vai transformar o Sebastião de menino em homem .
O Sebastião tava tímido e envergonhado de ficar pelado assim na minha e na frente do pai eu por minha vez tava doidinha para ver aquele rapaz lindo pelado na minha frente se com roupa eu já ficava toda melada imagine ele peladinho .
o senhor Pedro falo que ia sair mais era para mim fazer ele virar homem então saiu e fecho a porta ,eu chamei ele para deitar do meu lado ele sento na beira da cama já sem roupa td envergonhado de estar ali pelado e me ver ali pelada .
Sebastião então virou-se de costas pra mim e encostou aquela bunda maravilhosa. Fiquei esfregando gostoso nele. Nossos corpos pareciam que iria pegar fogo sua respiração estava ofegante. eu peguei em sua rola que não era como a do pai mais tmb não era nada pequena e era bem grossa . Coloquei de imediato na minha boca . Senti que estava molhada e quente.
eu chupei ele ate ele gozar na minha boca eu por vez não perdi nd daquele leite .
Ficamos só nisso. Mas pensam que foi a última?! Claro que não. Toda dia estávamos brincando de papai e mamãe,ele não me deixava em paz de dia e a noite não é que eu me queixava mais ele fico fanático e não me deixava fazer minhas obrigações
Uma coisa ele sempre quis fazer: comer o meu cuzinho. Todos seus amigos falavam que era muito gostoso. A molecada tinha o costume de fazer troca-troca e comiam o cuzinho dos moleques que topavam. então curioso. Para comer uma bundinha é claro. ele pensou porque não tentar comer o cuzinho da empregadinha?!
Numa tarde de novo lá fomos nós pra cama. Esfrega aqui e ali. Parece que o Sebastião estava adivinhando minha intenção. Eu deitei de bruços e empinei a bundinha mais linda que ele tinha visto. Aliás era só a minha que ele via mesmo. Eu com cara de pidona olhou pra ele e disse:
— Tenta comer meu cuzinho! Eu sei que você está morrendo de vontade de experimentar. Mas vai devagar tá bom!
–Assim mesmo. Pode enfiar tranquilo que está gostoso!

Que delícia. Nunca tinha imaginado que ele comeria meu cuzinho tão cedo assim na minha idade. Era apertadinho e quentinho.

ele Começou um vai e vem alucinante.
eu sempre pedindo:

—Isso mete, huuuummmm…ssss…aaaaiiiii…mete meu gostoso na sua Putinha vai!

o seu pau estava todo engolido polo meu cuzinho guloso e quente. Então ele gozou dentro do meu rabinho. Era uma ordem do pai dele e tinha que ser obedecida.
Toda dia ele comia meu cuzinho . Ficamos viciados em sexo.
e como eu era sua primeira mulher ele se apaixonou por mim e eu por ele .
mais um noite por semana o senhor Pedro vinha se descarregar em mim eu como boa putinha que já tinha virado servia o pai e o filho
depois de uns dois anos eu estava apaixonada pelo Sebastião e ele por mim ,então parei de tomar o remédio nos dia que ficava com ele,não deu outra fiquei gravida mais uma vez .
foi ai que a dona Lurdes percebeu que eu existia e não deu outra chamo o padre Daniel .
e me mando embora eu saindo na charrete do padre foi que deu pra perceber que pro Sebastião eu não passava de uma empregadinha .
passei perto dele e ele nem me deu adeus só baixo a cabeça não brigo por mim e nem tento .
lá estava eu de novo sem rumo e sem lugar só que agora tava gravida de uma criança e tinha outro começo na minha vida .

esta historia estará em contagem recessiva
será o final desta temporada espero que gostem .
se quiser elogiar reclamar o só falar comigo deixe seus comentários em
( mariazinha.cnn@bol.com.br )