Zoofilia em Recife II

Olá amigos(a) leitores tudo joia com vc(s)! Venho aqui escrever outro conto de zoo verídico que aconteceu recentemente. Para quem não leu meu conto anterior chamo-me Tony e sou de Recife-PE, tenho 29 anos, 1,87 m, 85kg, branco, olhos castanhos claros e cabelos bem negros e lisos devido descendência indígena, acho que de tanto nutrir tesão em zoofilia e pensar em sempre encontrar ou me deparar com mulheres que amam transar e engatar com seus queridos cães acabei por ter mais uma grata e deliciosa surpresa um dia desses, fato este que irei narrar aqui e me deixou completamente pirado de tesão. Acho que a lei da atração contribui para tal, pois algo que você pensa sempre e almeja acaba por si só acontecendo às vezes ou quase sempre.

Outro dia peguei a chave da casa de praia da minha tia, esta casa fica na ilha de Itamaracá, quem é daqui de PE sabe muito bem que já foi um ótimo local para se veranear e passar bons momentos com a família ou curtir um fim de semana.

Porém hoje o cenário mudou e lá na ilha esta tudo meio que largado e arrasado por mero desleixo de gestões pífias durante vários anos, e a prova é tanta que muita gente que sempre ia agora quase nem vai mais e prefere ir para outras praias do litoral, bem sendo assim minha tia pouco vai nessa casa e eu aproveito para ir às vezes.
Foi em um belo final de semana que fui só mesmo relaxar/passear e aproveitar para instalar dois chuveiros elétricos mais modernos nesta casa que noto que a casa ao lado estava alugada para um casal, que por sinal no outro dia vieram me cumprimentar e dar bom dia, o cara era o típico maridão sedentário e barrigudo e o mesmo já veio falar comigo na primeira vez com o latão de skol na mão, já a mulher puts uma verdadeira gostosa creio que tinha uns 32 anos mais ou menos 1,73m, loira e bronzeada, daí nos apresentamos e foi toda aquela formalidade etc…

O dia foi passando e mais tarde me convidaram para um jantar, sendo que no dia que cheguei antes tinha escutado uns latidos graves que aludiam a um cão de porte grande, só não imaginei que era lá na casa ao lado, eu como pervertido que sou rs, já maldei logo e nutri expectativas de que talvez a sua dona transava com ele, pois olhando para aquela mulher loira, gostosa e com cara de safada era nítido que respirava e exalava sexo por todos os lados, sabe aquela do tipo cara de cachorra safada que quando olha pra você fica se arqueando toda empinando a bunda, como que mentalmente dissesse vai mete me fode gostoso, pronto ela era exatamente desse naipe aí.
Seu nome era Lúcia e o do zé ruela do marido dela era Gerson, bem ao chegar no horário combinado do jantar o cão estava solto e vi que era da raça labrador ou seja super dócil e amigável e veio se balançando todo pra mim e eu afaguei a cabeça dele e perguntei o nome no qual Lúcia disse prontamente que se chamava Big, perguntei se ele era sempre assim receptivo e brincalhão pois é comum desta raça eles serem e agirem assim com algumas exceções de outro mais brabos e arredios, onde que ela prontamente falou que ele era um amor de cão e que era o xodó da família.

Esta casa ao lado era de um casal de médicos amigos da minha tia que alugara para este outro casal que mais tarde vim saber que eram da Paraíba e que eram muito amigos dos donos da casa, e conversa vai conversa vem eu me senti muito a vontade com eles, entre petiscos e vinho que eu adoro fomos nos conhecendo mais e mais…. E algo que aconteceu só aumentou minhas expectativas iniciais do que eu imaginei no começo e que me deixou com muito tesão e de pau duro, latejando e babando, o Gerson falou que ia tirar uma soneca devido ter bebido por demais e o dog sempre junto e deitado perto do sofá da sala, quando ele fala isso o cão se levanta e ele afaga a cabeça dele e volta pra o lugar que estava, sendo que com pouco tempo após ele ter se recolhido o dog pula encima de Lúcia e vejo o pau saindo um pouco da capa ou seja um pouco da ponta vermelha já dura, e ela descaradamente morde os lábios e fala em alto e bom som pra mim ouvir:

_Para big, agora não podemos brincar mamãe esta com visitas ok!

E deu aquela risadinha safada e aproveitou e ainda passou a mão no pau do dog na minha frente, confesso que queria bater uma ali mesmo ou colocar o pau pra fora praquela cadela safada chupar ele enquanto ficava de 4 pra o seu labrador pegar ela de jeito, pois já estava ardendo de tesão vendo aquela cena que sonhei desde o começo quando escutei o latido do big rs.

Bom ela acalmou o cachorro e ele ficou lá quetinho mas ainda com a ponta do pau fora da capa, daí logo em seguida ela me perguntou se eu gostava de vinho e eu prontamente disse que sim, daí ela se levanta e vai na cozinha e traz um litro de vinho quinta do morgado e pede pra mim abrir, eu como gentleman que sou prontamente perguntei pelo saca rolha, ela disse que não tinha(era mentira dela claro) e perguntou se eu não tinha, eu falei que sim que ia buscar ao lado.

Juro que quase gozo no meio do caminho imaginando o que estava por vir com aquela gostosa e seu cão tarado. Caros amigos(a) lá fui eu de pau latejando como um foguete buscar a porra do sacar rolha, e quando retorno chamei por ela, e nada dela e do dog, atrás da casa tem uma área de serviço e churrasco, ela responde lá, quando chego ela esta atrás de um balcão perto da churrasqueira sendo que antes não tinha visto mais o Big e noto que ela tá com aquela cara de quem estava sentindo muito tesão, quando vejo o cão sai de trás do balcão com pau quase todo fora da capa e olho ela sentada nesses bancos de madeira de barzinho com o biquíni afastado de lado já que ela tava de saída de praia e biquíni quando cheguei.

Daí com essa cena não aguentei e coloquei meu pau pra fora mas com um pouco de receio por causa do marido dela. Daí ela falou:

_Relaxa safado o corno bebe e desmaia, agora aproveita caralho e deixa eu mamar logo pau, que to morrendo de tesão.

Eu não perdi tempo e puxei ela ao meu encontro e sua buceta estava super molhada acho que das lambidas do Big. Eu comecei a beijar a chupar a língua dela e mamar nos seios enquanto dedava a buceta dela e o cu também e trazia o melado pra ela chupar e nos beijarmos ao mesmo tempo.

Nisso o cão monta na perna dela e começa os movimentos naturais de copula e isso me deixou pirado e eu logo larguei pra ela que ela gostava de fuder com ele e engatar e ela de imediato disse que sim que era uma delícia e que já transava com cães há muito tempo e que ele não era o primeiro e que era viciada em dar para cães….. Eu disse pow mentira ne gata rs, eu já tive umas exps em um passado não muito distante com meu dog e uma ex minha, meus amigos essa mulher se transformou em uma verdadeira cadela safada e disse:

_Ah é então você vai ver do que sou capaz e o que eu faço com meu amor canino.
Ela mandou eu sentar em uma dessas cadeiras de piscina e veio e me chupou um pouco e mandou ficar vendo, pow quem já praticou ou pratica zoo com dogs sabe que quando o dog já é habituado a transar não precisa de muita insistência ou adulação, porque tipo eles ficam viciados em transar sempre e a qualquer hora.

Bom voltando ela puxou o banquinho que tava sentada e sentou novamente arredou o biquíni pra o lado e ele já veio e começou a lamber e a chupar com muita gana, e ela gemendo forte e daqui a pouco ela começou a gozar muito mas, não era uma gozada qualquer e sim se mijando toda sem parar e ele tomando e lambendo todo o xixi dela que saía, foi incrível que delícia.

Após gozar assim ela desceu ficou de 4 e deu umas punhetadas e ele logo montou não acertou na primeira e nem na segunda mais na terceira fudeu forteeee.
Parecia que tinha um motor ligado, ela logo em seguida segurou a pata dele pra não sair o nó e sentir a gozada e a latejada do pau dele, como já tenho exp já sei exatamente como é a coisa, nessa hora ela me chama pra me chupar enquanto sentia o nó do Big….. Eu me segurando pra não gozar logo mais depois de muita mamada no meu pau quando o cão saíu dela que vi ela se mijar e ao mesmo tempo expulsar a porra do cão da buceta, tipo assim que ele desengatou ela se agachou e começou a se tocar enquanto me chupava e desceu um rio de porra do dog da buceta dela e logo em seguida nem tinha reparado antes, mas ela tinha um grelo enorme que acho que agora que ficou com muito tesão ele ficou exposto, e me chupava e começou a pegar a porra do dog e o mijo que saia e passar no meu pau e me chupando eu não aguentei e gozei muito mais muitooo mesmo na boca daquela vadia e nisso o dog ao lado deitado com o pau todo pra fora latejando e lambendo o próprio pau, ao contrário do que já vi ele não veio lamber logo em seguida quando saiu dela, acho que porque não era a casa deles enfim ou tava meio assustado comigo.

Depois de gozar com ela nesse dia não cheguei a transar, porque assim que gozei escutei o corno chamando por ela no primeiro andar, e fiquei assustado sei lá se ele sabia ou também participava com ela das transas zoo, ou estava entocado e gozou também assistindo a gente haha. Logo mais conto como foi a outra vez que transei com ela enquanto o marido não estava em casa e que descobri que ela adora fazer anal com o dog dela,,, Nesse dia sim vim um engate forte e de muito tempo com todo o nó todo dentro do cú, pois minha ex não fazia anal com meu dog, nesse dia eu vi algo que só tinha visto em filmes na net.

Alguma mulher que curta ZOO que fodam com seus cães e gostam de engatar deliciosamente e gozar estou a disposição pra trocar ideias ou ajudar caso não tenha experiência o seu cão a te comer gostoso caso nutra vontade de ficar engatada e de sentir o nó dentro, adoro mulheres que metem com seus cães.

Me escrevam: Tony_hacienda@hotmail.com