Realizei a fantasia do casal de Curitiba

Moro em Curitiba e através de outros contos tive a felicidade de ajudar muitos casais. Em uma destas oportunidades conheci Lucas, 35 anos casado com Isabela 27 anos.
Lucas disse que algum tempo tenta convencer a mulher a transar com outro, mas é difícil achar um cara sigiloso, discreto e que respeite o que o casal deseja, tentou a sorte comigo e acabou dando certo. Lucas me disse que sua esposa tem vontade de ser dominada, que ele tentou mas não foi do jeito que sua esposa queria e me pediu uma ideia de bolarmos um plano, de eu tentar seduzi-la.
Falei para ele que se ela estava com vontade era meio caminho andado, precisava saber mais dela para ver onde conseguiria chegar até ela. Aos poucos Lucas me mandava fotos dela, disse que ela trabalhava em um salão, que só usava fio dental para provocar ele, e que adorava se exibir, mas não tinha coragem de fazer com outro cara, não sabia como acontecer.
Combinei com ele de marcarmos em um shopping, que eu iria tentar dar em cima dela, mas que um dia antes ele devia comer ela, e falar muitas besteiras em seu ouvido, tipo que estava com tesão de outro comendo ela, que era uma fantasia que ele sonhava, que o amor só aumentaria se ela desse para outro, que queria ver ela bem puta quando saíssem para exibi-la, ver a reação dos caras em vela toda gostosa. E ele fez exatamente que mandei.
No dia seguinte no horário combinado, segui os mesmos no shopping, Isabela estava linda e muito gostosa, uma calça muito colada, parecia que estava sem calcinha de tão cavada, uma blusinha solta sem sutiã e salto, realçando mais sua bunda. Isabela é morena, 1,68m 65 kg, mas que chama atenção é sua bunda, muito gostosa. Seguindo eles, reparei que os caras no shopping ficavam olhando a bunda dela, ela é muito gostosa.
Em um determinado momento, Lucas me deu um sinal, e eles foram ao banheiro, fui atrás, chegando lá só ele havia entrado ela ficou do lado de fora, pensei é agora. Sem pensar duas vezes cheguei junto: – Oi, desculpe meu atrevimento, mas seu marido esta de parabéns pela mulher que ele tem do lado, vc é muito linda, se ele não cuidar bem esse aqui é meu telefone que eu cuido
Ela sorriu e me chamou de abusado, falei que não quero atrapalhar a relação dos dois, mas ela vestida daquele jeito era no mínimo para provocar, ou estava errado? Ela disse que talvez, mas estava acompanhada. Falei que eu tinha visto, só queria dizer que me deixou louco de vontade de vc, e se quiser algo com sigilo e sem compromisso esse era meu telefone (entreguei um papel em sua mão), para finalizar disse, prometo te pegar gostoso, e me despedi.
Fiquei meio longe observando Isabela mostrou bilhete ao marido, e resolvi me afastar para não dar na cara, e deixar ele fazer o papel de corno agora.
No outro dia Lucas me ligou dizendo que ela mostrou o papel falando que um cara bonito, mas abusado deu em cima dela e entregou o telefone, ele perguntou se valia a pena, ela disse que sim, e mandou ela guardar o telefone então.
Falou que chegaram em casa e transaram muito e fez ela fazer de conta que estava transando com o cara desconhecido do shopping.
Os dias passaram e Lucas estava quase desanimando, falei para ele que tudo é uma questão de tempo. Foi quando no dia seguinte recebo um whats, dizendo que ela era a garota do shopping, que eu era abusado, mas deixei ela curiosa para saber mais, falei a ela que para matar a curiosidade deveria saber pessoalmente. Batemos um papo bacana, deixei ela confiar em mim, sentir confortável, ela me pediu se eu saísse com ela não comentaria com ninguém, pois, queria dar de surpresa isso ao marido. Claro que topei, essa é minha intenção dar prazer aos casais com sigilo.
Em uma segunda feira a tarde, dia de sua folga ela me pediu para ir em sua casa, sempre vou ao motel mas aceitei numa boa, Lucas sabia de tudo, pois, eu deixava informado ele, mas sua esposa não falou nada ao seu marido, ela queria dar de surpresa.
Chegando lá, nossa, Isabela estava com um shorts pequeno, transparente, de top, ao me cumprimentar já beijei ela na boca, não deixei ela pensar duas vezes, fui passando a mão em seu corpo, ela estava toda cheiros tinha tomado banho, deitei ela no sofá e fui tirando cada peça de seu corpo, deixando ela nua, pude admirar quanto era linda e gostosa, sua bucetinha não tinha pelinhos nenhum ela depilou para mim, seus peitos durinhos, comecei a beija-la, chupa-la, cheguei em sua bucetinha estava molhadíssima, seu néctar escorria, suguei seu clitóris, enfiei dois dedos no céu de sua buceta buscando seu ponto G, minhas linguadas aumentavam e meus dedos mexiam no mesmo ritmo, em algum tempo depois arranquei seu gozo.
Ela se levantou e me chamou para ir a sua cama, chegando lá ela tirou minha roupa e me fez uma chupada gostosa, meus 19 cm estava muito duro, ela engolia com vontade, segurei ela pelo cabelo e forçava ela chupar, como seu marido disse que ela gostaria de ser tratada.
Ela me olhava e dizia, vc é safado e sabe do jeito que gosto de ser tratada, olhei na cara dela, dei uma tapinha de leve em seu rosto e falei chupa, chupa gostoso sua vadia, nessa hora ela se revelou, sua chupada foi maravilhosa.
Ela veio por cima, e pediu para meter nela, sentou vagarosamente meus 19 cm estavam invadindo a bucetinha daquela putinha, sem dó comecei a socar, sem dó, dava tapas em sua bunda, chupava seus peitos, segurando pelo cabelo falva que era assim que comia uma puta como ela.
Virei ela de quatro, encostei a cabecinha em sua bucetinha e deixei deslizar, estava tão molhada que foi fácil, puxei seu braços para trás e segurei firme, ela só ficou com a cabeça no travesseiro, assim, ela arrebitava bem a bunda, soquei e muito, fiz ela se sentir puta, dava tapas em suas bunda, chamava de vadia, com tanto tesão ela soltou uma gozada no meu pau, sem poder se mexer pois estava imobilizada por mim.
Soltei ela e ela deitou de bruços, sem deixar o pau sair, continuei metendo, quando olhei para a porta do quarto Lucas observava, não aguentou e veio para casa escondido, segurei ela pelo cabelo, levantei sua cabeça e mostrei seu marido observando, ela tomou um susto, mas não parei de meter, não deixei ela querer sair, mandei ela ficar olhando para seu corno, olha seu marido tomando chifre em sua cama, por que a mulher dele é uma puta.
Nesse ritmo tirei o pau de sua bucetinha, fui em sua boca e esguichei jatos de porra, ela me chupou para deixar meu pau limpo, olhando para seu marido. Falei no ouvido dela, va lá e da um beijo de porra para ele, faz ele se sentir mais corno ainda, assim ela fez, achei que ele ia resistir, mas beijou e os dois dividiram minha porra, se lambendo e bebendo tudo.
Recompomos-nos, a cara de felicidade deles era maravilhosa de se ver, dava para ver que era um casal que se amavam, e estavam felizes por realizarem uma fantasia.
Falei que ia embora para deixa-los curtirem agora, Isabela veio me dar um beijo, daqueles de agradecimento mesmo, com vontade, agradeceu por ter sido do jeito que ela queria, e não ter feito mal para ela, só dando prazer, me disse que com certeza conversaríamos mais.
Fui embora, e com certeza arrumei mais um casal amigo, conversamos quase todos os dias.
Para casais, casada, solteiras que tenham fantasias e querem realizar com sigilo, descrição entrem em contato.
dimostrari@hotmail.com