Velho Dotado fodendo sobrinha casada parte 1

Boa tarde a todos. Me chamo Vanessa e o que passo a relatar a partir de agora é algo muito grave. Pois até hoje, nem minha mente e nem meu corpo aceitaram!

Somos de família pobre, humilde, porém somos trabalhadores dignos, com orgulho. E se falando de orgulho, olhando por tudo o que já passei na vida. Minha mãe, meu pai, meus irmãos, meu lindo marido… Mas minhas pernas tremem e meu coração acelera quando em minha mente vem a imagem de meu tio.

Fui perseguida por ele toda minha infância, ele sempre foi um pervertido insano, do tipo que não se importava se era sobrinha ou filha. Tendo uma bela bunda e uma buceta, já merecia levar vara…

Minha história. Aliás, meu pesadelo começa quando nos meus 15 anos, meus pais se mudaram para o interior de MG. A situação nunca foi das melhores, mas tinha piorado de uma tal forma, que morar numa casa semi construída no quintal desse meu tio, era a única alternativa.

Eu sou morena e sempre tive meu corpinho avantajado. Mesmo naquela época, minhas curvas já se mostravam avançadas. Pernas lisas e grossas, bunda redondamente empinada… Tanto que eu era proibida de usar shorts curto. Pois destacava demais minha bunda! Mas na minha inocência, era só meus pais irem pra roça que eu corria botar um pra ficar em casa. E foi numa dessas ocasiões que meu tio começou a me dar medo… Estava no quarto da minha mãe (já que la era o único lugar com espelho) colocando um shorts quando meu tio chega e me vê só de calcinha. Eu fiquei ruborizada, não sabia o que fazer e nem dizer. Mas ele parecia saber exatamente o que fazer…

A princípio eu baixei a cabeça e pedi pra ele não contar nada a minha mãe… Como eu fui ingênua, meu Deus… Porque ele diria algo? Nessa hora ele disse apenas que não adiantava nada eu usar shorts curtos em casa sendo que minha calcinha eram maiores que meu shorts…

Fiquei sem entender nada… Meu shorts eram maiores que minha calcinha, com certeza eram… mas hoje sei que sua intenção era de me forjar… Foi até a gaveta de calcinhas da minha mãe e pegou uma preta fio dental, fiquei assustada com o tamanho daquela calcinha… Jogou sobre a cama e disse.

– Se é pra radicalizar, então veste essa também. Você vai ficar mais a vontade. Não vai marcar sua bundinha…

Ele estava falando de mim, sua sobrinha, filha da sua irmã… Meu Deus!

– Vamos, veste. Se não conto pra sua mãe que você estava mexendo nas coisas dela. Isso não seria legal né?

– Estou só esperando o tio sair, ai eu visto…

– Magina “Nessa”… Pode vestir, o que você tem que eu nunca tenha visto?

Nessa hora com medo de contraria-lo pois se ele contasse pra minha mãe, eu iria apanhar de vareta… Isso doía muito. Instintivamente virei de costas pra ele na intenção de esconder minha boceta, mas acabei deixando minha bunda a vista. Foi meu maior erro…

Escutei um barulho de zíper se abrindo e pude ver de canto de olho ele colocando seu pinto pra fora… aquilo era enorme, cheio de veias. Fiquei extremamente sem-graça. Não conseguia pedir pra ele parar, não conseguia me impor, não sabia muito do que estava acontecendo, só sentia que era errado. Que por mais que fosse meu tio ali comigo, ele me vendo pelada e com seu negócio pra fora, mexendo pra frente e pra trás, um barulho de estralos… Minha mente o acusava abruptamente quando ele quebra o silencio dizendo…

– Oh minha sobrinha, fica de costas para não ver isso, mas peço por favor que não comente nada sobre a ninguém, ta?. Porque não fizemos nada, não toquei você, apenas estou fazendo algo que todos os homens fazem…

– Mas tio, o que o senhor está fazendo afinal? Estou confusa.

– Estou me aliviando “Nessa”, isso se chama aliviar a tensão ohhhhh

Nessa hora ele gozou. Eu continuava sem entender nada. Mas descobriria dias depois que aquilo se chamava punheta e aquele troço branco que saiu de seu pinto era porra… Ele jogou toda no chão, disse que eu estava linda com aquela calcinha e que iria pro centro me comprar alguns presentes…

– Você pode por favor passar um pano aqui no chão depois?

Olhei pra frente cobrindo os seios, ele travou o olhar no meio das pernas e saiu. Nessa hora eu vi o motivo dele olhar tanto, a frente da calcinha era de renda, toda transparente. Minha boceta que eu paguei caro por esconder, acabou sendo toda revelada…

Bom gente. Por hoje é só, amanhã volto contando mais sobre isso. Quero ressaltar que o fato é verídico e na intenção de enriquecer os detalhes, dividirei minha confissão em algumas partes…

Acessem o site www.pornoquente.net e vejam os melhores vídeos do tema incesto e gozem muiiiiiiitoooo…

Até mais!